quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Aceitar é ser feliz!

Semana longa. Muitas coisas para escrever, mas para muitas delas não encontrei palavras.
Bom, vou tentar mesmo assim.

Uma vez eu lia frase "Aceitar é ser feliz" em um dos textos da Fernanda Mello. Confesso que eu, inquieta que sou, não entendi muito bem quando li. Para mim, aceitar era sinônimo de se acomodar. Hoje eu penso que seja outra coisa. Ta ai a tal coisa que não consigo explicar direito.

Muitas pessoas falam em se aceitar. Eu concordo. Isso não quer dizer que você não possa melhorar. Sempre podemos nos tornar serer humanos melhores. Mas é preciso também aceitar o dia, desde quando você acorda até a hora que você se dá conta que já é noite e tem uma lua linda no céu pra contemplar (Sorte minha ter um quarto de frente pra lua!). E você aceita um convite quando te fazem sem colocar muitas desculpas no meio. Sua amiga te chama pra comprar sapatos em plena segunda-feira na Av. Paulista e você aceita. E você aceita o fato dela chegar a atrasada para comer aquele chocolate que você adora e ver vem e vai infinito de pessoas. No outro dia, você aceita que o metrô vai sempre lotado, que vai ter dias que você não vai estar 100% animada, mas que tudo bem, amanhã será melhor. Você aceita que não precisa ir pra casa correndo porque tem que estar com as unhas pintadas, você pode fazer isso lá pelas 22h (existem regras de horário) depois de tomar um banho ao chegar da sua aula de body combat que combate até sua ansiedade. Você aceita fazer novos amigos. Você começa a aceitar que ninguém é perfeito, incluindo você. Você aceita a paz que de repente surge pra te fazer companhia. Você aceita o fato do seu programa de tv favorito acabar 00h30 no outro dia você estar com mais sono, mas que no fim de semana você se recupera. Você começa a reclamar menos da vida, a aceitar mais o que ela te trás. Se tudo tem dois lado, porque a gente não descarta o lado ruim? Isso é um convite. Depois que você aceita, é preciso só mais um passinho pra começar a aproveitar (yes, we can baby!). Escrevendo essas coisas eu lembrei de uma coisa que a professora dizia na escola. Ela dizia que todos os alunos já iniciavam o bimestre com nota 10 e cabia a nós mantermos essa nota ou não. O que isso tem a ver? É a nossa vida. Já nascemos felizes e cabe a nós manter essa felicidade. Não vou mentir, tem dias que eu reclamo, bato o pé, xingo, passo por situações desconfortáveis, mas quer saber? Estou procurando aceitar até o que eu costumo disfarçar. Acomodar com o que incomoda, isso não. Mas que aceitar é ser feliz. Ah... isso eu estou descobrindo que é!

"Não podemos ser felizes se preferimos nossas ilusões à realiade.
A realidade não é nemboa nem ruim.
As coisas são como são, e não como gostaríamos que fossem.
Compreender e aceitar isso é uma das chaves da felicidade".
(trecho do livro: Breves encontros com Dalai-Lama - 108 reflexões para alcançar a serenidade)




Love is not a competition, but I'm winning!


Muita gente reclama que ainda não encontrou o amor. Vai entender. Se você ainda não encontrou alguém pra chamar de namorado, marido, companheiro ou sejá lá como quiser chamar, isso é outra história. Mas olha o amor ai. Na sua frente. Na frente do seu nariz! Não, não estou chamando o amor de palhaçada. Estou chamando o amor de pai, mão, amigo, amiga, irmão e até de gente que você nunca viu como o Dalai Lama (Ontem passou o episódio de Chegadas e Partidas - GNT - quando ele desembarcou no Brasil e no sorriso dele tinha amor, eu vi!).
Essa semana disse que os homens utimamente estão de muito "mimimimi". Reclamando que as mulheres são interesseiras, que não dão valor aos bons homens, que acham que todos são iguais e blá blá blá. As mulheres fazem o mesmo: tentam encontrar defeitos no sexo oposto (Hey, vamos brincar de encontrar qualidades?). Todos vestem suas armaduras e ninguém se vê. Ás vezes eu fico me perguntando se o amor é uma competição. Sinceramente, acho que não. Espero que não. Homens não são melhores que mulheres ou vice-versa. Homens e mulheres são pessoas. Pessoas são cheias de defeitos, manias e qualidades. Pessoas deveriam ser menos classificadas por suas singularidades do que por pertencerem a tal signo, ou serem de tal altura, tal peso, terem tal cor de cabelo.
Por que é tão difícil para algumas pessoas encontrarem alguém para tamparem sua panela de pressão? Eu não sei. To aqui solteira e não sei te responder, mas não acho que seja culpa dos homens ou das mulheres. Não acho que seja culpa- de ninguém.

beijos mágicos.


3 comentários:

Aleks disse...

Texto 2 em 1?

Vamos comentar de baixo pra cima!!!

1º O problema das pessoas que não encontram o amor é que elas simplesmente não são capazes de ver o lado mágico da vida. Só acontece pra quem consegue ver!!!

2º Não ficar revivendo e sofrendo com o passado e nem planejando coisas mirabolantes pro futuro. A vida é aqui e agora. Nada acontece no passado. Nada acontece no futuro. Só existe o agora. Sonhar não faz um futuro melhor. Agir faz!

3º Me irritei muito com o ex-presidente analfabeto que preferiu receber o ditador do Irã e fazer campanha pelo direito dele de desenvolver a Energia Nuclear e virar as costas pro Dalai-Lama e sua camapanha contra a opressão que o povo dele sofre do governo Chines.

Ana Carolina Garrana disse...

Concordo em partes. Como você disse que achava antes: aceitar é se acomodar.
Aceitar tudo é se acomodar. É tapar os olhos. Se algo não nos agrada, não podemos simplesmente aceitar. Temos que lutar para melhorar.
De que adianta aceitar que não somos perfeitos se não corremos atrás da perfeição ? Tudo bem que a evolução é eterna, mas se simplesmente aceitarmos nossos defeitos e nada mais, estaremos estagnados.

Entende meu ponto de vista ?

Ótimo texto.
http://creusa-vaidosa.blogspot.com/

Tatiana Camilo disse...

Alek... sim meu querido, fiquei sem escrever a semana toda ai veio um "2 em 1" rsrs. Mas em ambos eu trato do presente, do agora ou como quiser chamar. É disso que estou falando ;)

Ana...Também concordo com sua ponto de vista e espero que tenha compreendido o meu. Acredito que aceitar seja o primeiro passo para entender e assim buscar coisas melhores, o crescimento e nossa evolução.

beijos